DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Electrónica, Telecomunicações e Informática > DETI - Dissertações de mestrado >
 Plataforma de serviços em redes de próxima geração (IMS)
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/1999

title: Plataforma de serviços em redes de próxima geração (IMS)
authors: Silva, Luís Filipe Carvalho da
advisors: Aguiar, Rui Luís Andrade
keywords: Engenharia electrónica
Redes de telecomunicações
Arquitectura de redes
Serviços de telecomunicações
issue date: 2009
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Numa tentativa de atrair novos clientes e manter os actuais, os operadores de telecomunicações procuram novas plataformas e tecnologias que lhes permitam o desenvolvimento rápido e eficiente de novos serviços. A arquitectura IP Multimedia Subsystem (IMS) normalizada pelo Third Generation Partnership Project (3GPP), inclui a capacidade de adicionar, modificar e remover sessões durante uma sessão multimédia, abrindo um novo leque de serviços combinando simultaneamente componentes de voz e dados entre outros componentes de Media. O IMS define uma arquitectura independente da rede de acesso, separando claramente o nível de transporte, o nível de controlo e o nível de serviços. No nível de serviços residem as Plataformas de Serviço (Service Delivery Platforms – (SDPs)), que controlam toda a lógica de execução de serviços. SDPs são uma nova aproximação arquitectural que tem como finalidade garantir o rápido desenvolvimento e execução de novos serviços multimédia, de um modo económico e simples. Tipicamente, as SDPs deverão fornecer um ambiente de criação, execução e gestão de serviços permitindo uma abstracção do ambiente de acesso ao serviço. A indústria das telecomunicações reconheceu a necessidade das SDPs, principalmente se estiverem de acordo com especificações industriais e construídas no topo de arquitecturas normalizadas (como é o caso do IMS). Um dos problemas inerentes às SDPs consiste em perceber como tirar proveito de serviços distribuídos pelas várias plataformas (tradicionais/legadas, SIP/IMS, etc.), de uma forma dinâmica, de modo a construir um serviço composto (Service Bundling) de maior valor para o utilizador final. O trabalho apresentado nesta dissertação de mestrado, foi o resultado de um estudo de toda a envolvente em torno das redes de próxima geração, analisando ainda detalhadamente a camada superior de serviços (plataforma de serviços) que irá, num futuro próximo, ter um papel fundamental na obtenção de receitas por parte do operador, dando ainda destaque aos elementos de taxação da arquitectura IMS. Para demonstrador, foi desenvolvido um Enabler de Charging e um conector Diameter experimentais para tarifar um serviço de Vídeo Portal numa rede IMS e um serviço de chamadas de utilizadores IMS-PSTN com tarifação em tempo real, isto é, elaboração de um serviço pré-pago. ABSTRACT: In an attempt to attract new customers and keeping the current ones, telecommunication operators are now searching new platforms and technologies for enabling fast and efficient new services development. The IP Multimedia Subsystem (IMS) architecture, standardize by Third Generation Partnership Project (3GPP), includes capabilities to add, modify and remove sessions during an ongoing multimedia session, opening the opportunity for creating new services that allow combining voice, data and other media types simultaneously. IMS defines an access independent architecture, composed by three separated layers: the transport layer, the control layer and the service layer. In the service layer we can find the Service Delivery Platforms (SDPs), which contains all the service execution logic. SDPs are a new architectural approach intended to enable the rapid development and deployment of new converged multimedia services. SDPs should typically provide a service creation, execution and management environment, and a network abstraction layer. The telecommunications industry has recognized the need for an SDP, particularly, one that conforms to industry standards and are built on top of a standard architecture (IMS case). The problem lies on how to profit with the different services distributed by different platforms (legacy, SIP/IMS, etc.) in a dynamic way, allowing the creation of value added compose service for the end user. The work here presented on was the result of a detailed study about new next generation networks, in particular the application layer, which in a near future, will produce high revenues for the operators at the 3GPP environment. This will be based on the well defined 3GPP Charging Framework for the IMS architecture. A demonstrator was developed using an experimental Charging Enabler and a Diameter Resource Adaptor to allow charging an IMS Video Portal service and IMS user calls to PSTN – PC2Phone service, allowing online (real time) charging, more concretely pre-paid services.
description: Mestrado em Engenharia de Computadores e Telemática
URI: http://hdl.handle.net/10773/1999
appears in collectionsDETI - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2009000834.pdf2.81 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2