DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Secção Autónoma de Ciências da Saúde > CS - Dissertações de mestrado >
 BIN1 molecular studies in a primary care-based cohort
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/18510

title: BIN1 molecular studies in a primary care-based cohort
other titles: Estudos moleculares do BIN1 num coorte baseado em cuidados primários
authors: Almeida, Maria Soares Cachide de
advisors: Silva, Odete Abreu e
keywords: Biomedicina molecular
Genética molecular
Envelhecimento
Doença de Alzheimer
issue date: 17-Jan-2017
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Demência é uma síndrome clínica caracterizada pelo declínio progressivo das capacidades cognitivas, estando a tornar-se cada vez mais comum, devido ao envelhecimento da população mundial. Prevê-se que o número de doentes com demência aumente em cerca de 30 milhões nos próximos 15 anos, representando grandes gastos para os sistemas de saúde e sociais. Existem vários tipos de demência, sendo que a Doença de Alzheimer (DA) é a mais comum, afetando entre 20 a 30 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais 90.000 são portuguesas. A compreensão das características genéticas e moleculares associadas a esta doença pode constituir um meio para descobrir novos métodos de diagnóstico e tratamento. A maior parte dos casos de Alzheimer tem início tardio, afetando indivíduos com 65 ou mais anos de idade. Até recentemente apenas o gene que codifica a Apolipoproteína E (APOE) foi associado com esta forma de DA. No entanto, estudos recentes de associação genómica identificaram o gene BIN1 como sendo o loci de risco associado ao Alzheimer tardio mais significativo depois do APOE. Além disso, vários SNPs do BIN1 foram associados a este tipo de Alzheimer, sendo que o polimorfismo rs744373 foi proposto como um dos mais relevantes para a DA. Dado que os SNPs mais significativos podem variar de população para população, o objetivo principal deste trabalho foi avaliar se o polimorfismo rs744373 do gene BIN1 pode ser associado a um aumento do risco de desenvolver DA, numa população portuguesa do distrito de Aveiro, que pertence a um estudo transversal baseado em populações, realizado na Universidade de Aveiro. Analisámos 63 indivíduos Portugueses, sendo 32 doentes e 31 controlos. Neste estudo conseguimos observar que, de uma forma geral, o alelo A é o mais frequente e que o alelo G (alelo de risco) foi o menos frequente, numa razão de 3:1. Não conseguimos encontrar uma forte evidência de associação entre o rs744373 e o risco de desenvolver DA (Razão de probabilidade [RP] = 0.733 , valor p = 0.464), o que está de acordo com estudos previamente publicados. Não foi detetada significância estatística entre o rs744373 e portadores do alelo APOE-Ԑ4 (valor p = 0.467) ou indivíduos com demência (CDR≥1) (valor p = 0.269). Foi detetada uma associação entre o alelo de risco do polimorfismo de estudo e a presença de Diabetes Mellitus (RP = 6.60, valor-p = 0.035). No entanto, como a nossa amostra era pequena, deve ser feito um novo estudo para avaliar se este resultado pode ser generalizado para a população Portuguesa.

Dementia is a clinical syndrome characterized by a progressive decline in cognitive skills, and is becoming increasingly common, due to the aging of the world’s population. It is expected that the number of patients with dementia will increase by 30 million in the next 15 years, representing a major factor of costs in health care and social systems. There are several types of dementia, and Alzheimer’s Disease (AD) is the most common, affecting 20 to 30 million people worldwide, of which 90.000 are Portuguese. Understanding the genetic and molecular characteristics associated with the disease may constitute a way to discover new diagnostic methods and treatments. Most cases of AD are late-onset (LOAD), affecting individuals with 65 or more years of age. Until recently only the Apolipoprotein E gene (APOE) had been associated with this form of AD. However, recent genome-wide association studies have identified Bridging Integrator 1 (BIN1) as the most significant LOAD-associated risk loci after APOE. Furthermore, several SNPs of BIN1 have been associated to this type of AD and rs744373 was proposed to be one of the most relevant for AD. Since the most significant SNP may vary from population to population, the main aim of this work was to evaluate if BIN1 polymorphism rs744373 can be associated with the risk of AD in a Portuguese population from the Aveiro district, belonging to a cross-sectional population-based study performed in Aveiro University. We analysed 63 Portuguese individuals comprising 32 cases and 31 controls. In this study we could observe that, overall, allele A was the most frequent and allele G (risk allele) was the least frequent, in a ratio of 3:1. We didn’t find strong evidence of association for rs744373 with the AD risk (odds ratio [OR] = 0.733 , p-value = 0.464), which is in agreement with some previous published studies. No statistical significance was detected between rs744373 and APOE-Ԑ4 carriers (p-value = 0.467) or individuals with dementia (CDR≥1) (p value= 0.269). We have detected an association between the risk allele of the study polymorphism and the presence of Diabetes Mellitus (odds ratio [OR] = 6.60, p-p-value = 0.035). Nevertheless, due to our small sample size, a follow-up study is required in order to evaluate if this result can be generalized to the Portuguese population.
description: Mestrado em Biomedicina Molecular
URI: http://hdl.handle.net/10773/18510
appears in collectionsCS - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
MSc Thesis - Maria Cachide nº 64696.pdf1.65 MBAdobe PDFview/open
Restrict Access. You can Request a copy!
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2