DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial > DEGEI - Dissertações de mestrado >
 Sinistros automóvel: complexidade versus conflituosidade
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/1758

title: Sinistros automóvel: complexidade versus conflituosidade
authors: António, Joaquim Manuel Teixeira
advisors: Diz, Henrique Manuel Morais
keywords: Gestão estratégica
Seguradoras
Seguros
Acidentes de viação
Responsabilidade civil
issue date: 2009
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A actividade seguradora, pelo carácter eminentemente social do seguro, nomeadamente no que respeita aos seguros de acidentes de trabalho e aos seguros de responsabilidade civil automóvel, desempenha um papel relevante na estrutura das sociedades modernas. Trata-se contudo de uma actividade cuja função frequentemente se cumpre em circunstâncias adversas e com carga psicológica fortemente negativa para as partes envolvidas. No nosso país o envolvimento em acidentes rodoviários não é uma experiência rara. Dessa forma e, não obstante o esforço que vem sendo feito pelas empresas seguradoras no sentido de pagarem as indemnizações dos danos decorrentes de tais acidentes de forma não só cada vez mais justa, mas também cada vez mais rápida, subsiste ainda de um modo geral algum conflito entre as partes. De facto, das relações entre as entidades seguradoras, os seus segurados e terceiros, em caso de sinistros do ramo automóvel resultam não raras vezes situações de relacionamento conflituoso. Com o presente trabalho pretende-se estudar um quadro de situações que, em resultado de determinados condicionalismos, estão na origem de tal conflituosidade. Pretende-se também sugerir a introdução de novas metodologias operacionais no âmbito da regularização de sinistros, que possibilitem reduzir e/ou eliminar toda a problemática associada a esta importante área do negócio segurador. ABSTRACT: Insurance activity plays a significant role in modern societal structures, due to the eminent social nature of insurances, namely those against accident at work and third party only policies. However, it is an activity which frequently takes place in adverse situations and with a very negative psychological charge for both sides involved. In our country, the act of being involved in a motor vehicle accident is not a rare experience. Being so, and despite the effort made by insurance companies so as to cover the damages caused in an fairer and faster way, some conflict still remains between both sides in general. In fact, in car loss, the relationships between insurance entities, their insurants and third parties frequently result in conflicting situations. This work aims at studying a framework of situations that, as a result of a number of circumstances, originate those conflicts. It also suggests the introduction of new operating methodologies in loss claim settlements, which should make it possible to reduce and/or eliminate the set of problems associated with this important field of the insurance business sector.
description: Mestrado em Gestão da Informação
URI: http://hdl.handle.net/10773/1758
appears in collectionsDEGEI - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2010000613.pdf6.34 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2