DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Comunicação e Arte > DECA - Teses de doutoramento >
 Regresso à oficina: repercussões do Movimento Maker no ensino em design
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/17029

title: Regresso à oficina: repercussões do Movimento Maker no ensino em design
authors: Gonçalves, Ricardo J. Rocha
advisors: Franqueira, Teresa
keywords: Design
Teoria do design
Programas de ensino - Design
Trabalhos oficinais - Design
issue date: 2016
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Esta tese resulta de uma investigação que, após analisar a atividade desenvolvida recentemente por uma comunidade de criadores/produtores referenciada como Maker Movement (MM), aponta as suas repercussões no contexto formativo na área do design. Ao longo desta tese, verificaremos como o MM denota hoje em dia um potencial transformador da sociedade de consumo com evidentes implicações nos sistemas produtivos e, por conseguinte, numa necessária revisitação das competências a transmitir na Educação em design e respetivas metodologias. O trabalho desenvolvido apresenta uma reflexão sobre a didática do design suscitada pela questão “Como melhorar as competências de criação e produção autónoma de artefactos e serviços na formação de designers?” que sintetiza uma preocupação cuja pertinência se manifesta também através de experiências práticas em contexto de aula. Após a revisão de literatura e a reunião e análise de casos de estudo avançamos com orientações pedagógicas que vão no sentido do reforço do trabalho oficinal e o modo como este pode potenciar a autonomia criativa e produtiva dos novos designers. A hipótese que propomos assenta nos pressupostos de que o saber prático é essencial ao indivíduo, que a ubiquidade das tecnologias de informação e comunicação é incontornável e deve ser rentabilizada e que a microprodução tem o poder de desencadear mudanças sistémicas.

This thesis is built upon an analysis of the recent activities developed by a community of creators/producers known as the Maker Movement (MM) and its impact on the design educational context. Throughout this thesis, we demonstrate how the MM reveals a transformative potential for consumer society with obvious implications in production systems and, therefore, this requires a discussion about the skills related to design education and its methodologies. The work dwells on the design didactics and is raised by the question, “How to improve the skills of creation and independent production of artifacts and services during design learning?”, an issue whose relevance also surfaces from practical experiments in classes. After the theoretical research and the analysis of collected case studies we continue with educational guidelines set out to increase workshop experience and how it can enhance the creative and productive autonomy of new designers. The hypothesis we propose builds on the assumption that practical knowledge is essential to the individual, that the ubiquity of information and communication technologies is unavoidable and should be made profitable, and that the microproduction has the power to trigger systemic changes
description: Doutoramento em Design
URI: http://hdl.handle.net/10773/17029
appears in collectionsDECA - Teses de doutoramento
DECA - Teses de doutoramento
UA - Teses de doutoramento

files in this item

file description sizeformat
REGRESSO_A_OFICINA.pdf23.69 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2