DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial > DEGEI - Dissertações de mestrado >
 Neoclássicos ou neoschumpeterianos : quais os mais importantes para a convergência?
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/1697

title: Neoclássicos ou neoschumpeterianos : quais os mais importantes para a convergência?
authors: Sousa, Cândido Tiago Ruivo de
advisors: Rocha, Maria Elisabeth Teixeira Pereira e
keywords: Economia comparada
Desenvolvimento económico
Convergência económica
Modelos económicos
issue date: 2010
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O presente trabalho pretende analisar a convergência absoluta e condicional, e a descoberta de qual das escolas de pensamento é mais importante para o crescimento e convergência, nos 27 Estados Membros da UE. A dissertação é composta por uma revisão de literatura, que transmite as principais técnicas e resultados alcançados. Em seguida são apresentadas as metodologias utilizadas. Para analisar a convergência absoluta foi usado o modelo de Baumol (1986) (convergência β absoluta) estimado por OLS e Dados em Painel, e o modelo de Quah (1993) (convergência σ absoluta) através da análise gráfica. Posteriormente foi analisada a convergência condicional, estimando igualmente as regressões por OLS e Dados em Painel. Por fim é realizada uma análise de clusters que pretende perceber as diferenças entre as escolas de pensamento. Com este trabalho é possível concluir que existe convergência β absoluta de forma geral, mas a convergência σ absoluta apenas se verifica nos 12 Estados Membros mais recentes. A convergência condicional é verificada de forma geral e com uma velocidade superior à convergência β absoluta. Por fim é possível concluir que a escola neoclássica, desde 1980, mostra-se importante para o crescimento económico e convergência da UE enquanto a escola Neoschumpeteriana apenas se mostra importante a partir de 1991. ABSTRACT: This study aims to examine the absolute and conditional convergence, and the discovery of which school of thought is more important for growth and convergence across the 27 EU Member States. The dissertation consists of a literature review, which transmits the main techniques and results. Then we present the methodologies used. To examine the absolute convergence was used Baumol model (1986) (absolute convergence β) estimated by OLS and Panel Data, and the Quah model (1993) (absolute convergence σ) by graphical analysis. Subsequently, we analyzed the conditional convergence, also estimated by OLS regressions and Panel Data. Finally, we performed a cluster analysis that aims to understand the differences between schools of thought. With this work we conclude that there is absolute β convergence in general, but the absolute convergence σ occurs only in the 12 most recent member states. The conditional convergence is verified in general and with a top speed of convergence β absolute. Finally we conclude that the neoclassical school, since 1980, proves to be important for economic growth and convergence of the EU as the school Neoschumpeterian just proves important since 1991.
description: Mestrado em Economia
URI: http://hdl.handle.net/10773/1697
appears in collectionsDEGEI - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2010001425.pdf776.57 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2