DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial > DEGEI - Dissertações de mestrado >
 Atracções e gestão de visitantes : uma abordagem de competitividade aplicada ao caso português
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/1518

title: Atracções e gestão de visitantes : uma abordagem de competitividade aplicada ao caso português
authors: Caldeira, Ana Maria Balbino
advisors: Costa, Carlos
issue date: 2006
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Esta dissertação teve como objectivo central averiguar se as boas práticas de gestão de visitantes (GV) constituem uma fonte de vantagem competitiva para as atracções de visitantes. Num contexto de crescente competição e quando se reconhece cada vez mais o papel destes equipamentos como elementos determinantes na atractividade das áreas-destino, a presente investigação partiu da premissa inicial de que as boas práticas de GV são críticas para a competitividade das atracções, tendose debruçado sobre o caso português. As hipóteses da pesquisa formuladas visavam conhecer as relações entre as práticas de GV e a percepção de posição de vantagem em relação aos competidores, em termos de diferenciação e eficácia de custos, e, de forma coadjuvante, a relação entre as mesmas práticas de GV e as características da atracção, a filosofia de GV presente, os impactos negativos e os constrangimentos percebidos neste âmbito. No sentido de refutar ou validar as hipóteses em investigação, foi utilizada uma metodologia essencialmente quantitativa. Foi realizado um inquérito por questionário via postal dirigido a atracções de visitantes nacionais com entrada paga, no qual se obteve uma taxa de resposta de 80 por cento. A análise estatística dos dados, que se baseou nos 157 questionários validados, compreendeu métodos descritivos, exploratórios e inferenciais, com recurso aos programas SPSS e SPAD. Entre as várias relações significativas encontradas, a conclusão mais importante que se pode retirar da investigação empírica é que, de facto, garantir a competitividade das atracções pressupõe uma adequada GV. ABSTRACT: The main objective of this study is to examine whether Visitor Management (VM) good practices are a source of competitive advantage to visitor attractions. In a context of increasing competition and greater awareness of the role of these facilities as determining factors in the attractiveness of destinations, the principle guideline of the current research, focusing on the Portuguese market, was that VM good practices are critical for the visitor attractions competitiveness. The research hypotheses aim to provide insight into the relationship between the VM practices and the perception of positional advantage in relation to competitors, in terms of product differentiation and cost-effectiveness, and cooperatively, analyse the relationship between these VM practices and the attraction features, the VM philosophy, the negative visitor impacts and the perceived constraints. In order to reject or validate the hypotheses under research, an essentially quantitative methodology was utilized. A mail questionnaire survey was collected from paid attractions, with an 80% response rate. Statistical analysis of the data, based upon 157 valid questionnaires, used descriptive, exploratory and inferential methods, with resort of the SPSS and SPAD programs. Amongst the various significant relationships found, the most important conclusion that can be taken from the empirical study is that guaranteeing the competitiveness of the attractions implies an adequate VM.
URI: http://hdl.handle.net/10773/1518
appears in collectionsDEGEI - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2007001390.pdf5.36 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2