DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Teses de doutoramento >
 A relação com a escrita extra-escolar e escolar : um estudo no ensino básico
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/1476

title: A relação com a escrita extra-escolar e escolar : um estudo no ensino básico
authors: Cardoso, Maria Inês Almeida
advisors: Pereira, Maria Luisa Álvares
keywords: Ensino da escrita
Expressão escrita
Escrita criativa
Ensino básico 2º ciclo
Ensino básico 3º ciclo
issue date: 2009
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Enquadrado numa perspectiva sociocultural da investigação em Didáctica de Línguas, assumindo quer a singularidade da relação do sujeito com o saber quer as dimensões cognitivas, pessoais e sociais da linguagem escrita, este trabalho baseia-se no pressuposto de que deve estar subjacente ao processo de aprender e ensinar a escrever, numa perspectiva multifuncional e processual, o conhecimento sobre a relação dos alunos – sujeitos – com a escrita, em contextos escolares e extra-escolares. Partindo de uma reconfiguração do modelo de análise da relação com a escrita, desenvolvemos um projecto de investigação que compreende uma fase extensiva e outra intensiva. Na primeira, recolhemos dados que nos conduziram a constatações sobre a escrita extra-escolar e escolar de alunos do 2º e 3º ciclos do Ensino Básico, em escolas do distrito de Aveiro. Na segunda, empreendemos um estudo de caso, com uma turma de 7º ano, que nos permitiu conhecer a relação com a escrita dos sujeitos e, em função disso, conceber uma oficina sobre a escrita, implementada com os sujeitos de investigação, em contexto escolar. A descrição de dimensões que configuram a complexidade de relações com a escrita dos sujeitos levou-nos à conceptualização de três ideais-tipo de relação com a escrita, que se constituem em modos de interpretar este fenómeno pluridimensional e instável. Os resultados também evidenciam a existência de representações-obstáculo sobre a escrita em clara ligação às práticas escriturais escolares. Encontrámos, porém, indícios de evolução de uma relação mais positiva com o (saber) escrever; estes sugerem que dispositivos didácticos que não ignorem a perspectiva identitária de adesão à escrita, conciliando-a com uma perspectiva epistémica, serão mais consequentes para uma melhoria das aprendizagens escriturais, de que a relação pessoal com a escrita é inalienável.

Contextualized in a sociocultural perspective of the research in Language Didactics, and taking into account either the singularity of the subject’s relationship with knowledge or the cognitive, personal and social dimensions of the written language, this work is based on the assumption that underlying the learning and teaching process of writing, on a multifunctional and processual perspective, must be the knowledge about the relationship students (subjects) establish with writing, both in school and extra-school contexts. Starting from a reconfiguration of the analysis model of the relationship between subject and writing, we developed a research project which comprises both an extensive and an intensive phase. In the first phase, we gathered data which led us to findings concerning school and extra-school writing practices and representations of students of the 2nd and 3rd cycles of compulsory Education in public schools of the district of Aveiro. In the second phase, we conducted a case study on a 7th grade class which allowed us to understand students’ relationship with writing and, accordingly to those findings, to conceive a workshop about writing, implemented with the research subjects in school context. The description of the dimensions which make up the complexity of the subjects’ relationship with writing led us to the conceptualization of three ideal types of relationship with writing which consist in ways of interpreting this pluridimensional and unstable phenomenon. Results have also shown evidence of the existence of obstacle-representations about writing which are clearly connected to school writing practices. Nevertheless, there has been evidence of the development of a more positive relationship with (the knowledge about) writing; this suggests that pedagogical devices which don’t ignore the identitarian perspective of adhesion to writing, by conciliating it with an epistemic perspective, will be better suited for the development of students’ writing learning skills, of which the personal relationship is inalienable.
description: Doutoramento em Didáctica
URI: http://hdl.handle.net/10773/1476
appears in collectionsUA - Teses de doutoramento
DE - Teses de doutoramento

files in this item

file description sizeformat
2009001019.pdf5.82 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2