DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Teses de doutoramento >
 A investigação educacional e as práticas lectivas em ciências : contributos de um estudo de avaliação do impacte de um ensino por resolução de problemas
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/1471

title: A investigação educacional e as práticas lectivas em ciências : contributos de um estudo de avaliação do impacte de um ensino por resolução de problemas
authors: Carrasquinho, Susana Maria Neto
advisors: Costa, Nilza Maria Vilhena Nunes da
Vasconcelos, Clara
keywords: Ensino das ciências
Práticas educativas
Resolução de problemas
Aprendizagem pela resolução de problemas
issue date: 2008
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O impacte da investigação em Didáctica das Ciências nas práticas dos professores tem sido questionado devido ao seu efeito limitado. Neste estudo procurou-se aprofundar a compreensão deste problema, assumindo-se como principal hipótese de trabalho que se os resultados emergentes da investigação em Didáctica se apresentassem como úteis e relevantes, isso poderia contribuir para optimizar o referido impacte. A investigação sobre o Ensino por Resolução de Problemas foi o tema escolhido para a implementação do processo de pragmatização proposto por Evans (2002). O estudo empírico decorreu em duas fases planeadas em articulação entre si. A primeira foi predominantemente quantitativa com recurso a um questionário concebido para este estudo com base noutros desenvolvidos por investigadores. Esta fase subdividiu-se, ainda, em duas etapas. Numa primeira etapa, procedeu-se à elaboração e validação do questionário. Na segunda etapa partiu-se de uma amostra estratificada de professores a leccionarem Ciências Naturais e Ciências Físico-Químicas no 3º Ciclo do Ensino Básico e secundário no norte do País. Os resultados obtidos pela implementação do questionário reforçaram a sustentação da necessidade de implementar formas potenciadoras do impacte da investigação nas práticas, sustentando a necessidade do estudo realizado na 2ª fase. Na segunda fase optou-se por uma metodologia com um design de investigação-acção, na qual participaram quatro (4) Professoras de Ciências Naturais e de Ciências Físico-Químicas a frequentar um Círculo de Estudos. Nesta fase procurou-se compreender o processo de pragmatização da teoria a partir da concepção, implementação e avaliação de um Ensino centrado na Resolução de Problemas enquadrado nas Orientações Curriculares actuais para a área das Ciências Físicas e Naturais no 3º Ciclo do Ensino Básico. Também esta fase foi dividida em duas etapas, a primeira de natureza mais exploratória. Como instrumentos de recolha de dados recorreu-se à entrevista às professoras, a Diários de Aula construídos pelas mesmas e a Snapshots preenchidos pelos seus alunos. Através das entrevistas verificou-se que, inicialmente, as professoras expressavam uma impressão negativa relativamente à função da investigação, salientando a sua pouca utilidade e relevância, assim como o sentimento que os resultados emergentes da investigação são irrelevantes e, raramente, possíveis de implementar ou mesmo impraticáveis. Através das entrevistas finais foi possível verificar: i) o feedback positivo dos alunos relativamente à implementação de um ensino por Resolução de Problemas e ii) que os dilemas com que as docentes se confrontaram podem ter sido atenuados pelo trabalho em par pedagógico e pela colaboração com a professora-investigadora. Através dos Diários de Aula foi possível acompanhar o desenvolvimento e gestão das planificações, bem como os dilemas com que as professoras se deparavam na implementação do Ensino por Resolução de Problemas. As respostas dos alunos aos Snapshots parecem indicar que estes valorizaram as actividades dinamizadas e os recursos didácticos utilizados. Os alunos realçaram, também, as atitudes das professoras como aspecto positivo, o que parece indicar que a pragmatização relativa ao Ensino por Resolução de Problemas foi encarada como positiva também do ponto de vista dos alunos. Como principal conclusão pode referirse que o processo de pragmatização da teoria parece ser um meio capaz de optimizar o impacte da investigação nas práticas dos professores.

The impact of Science Education research on teachers’ practices has been questioned due to its limited effect. In this study we intend to understand this problem assuming that if the results emerging from Science Education research are presented as relevant and useful, this can contribute to optimize the above mentioned impact. The topic of problem-solving based teaching had been chosen to implement Evans’ pragmatization theory process (2002). The empirical study included two phases planed in articulation between them. The first phase, divided in two sub-phases, is predominantly quantitative, and used as instrument to collect data a questionnaire designed taking account others developed previously by researchers. In its first sub-phase, the questionnaire was developed and validated. In the second sub-phase, the questionnaire was administered to a stratified sample of Natural Science and Chemical/Physical Sciences Teachers (at 3 cycle of basic education and secondary) working in northern Portugal. The questionnaire results reinforced the need to implement ways leading to the research impact on practices, supporting the need of the second phase study. In the second phase, the research design undertaken was an action research, in which four (4) Natural and Physical Sciences teachers attend a professional development course. At this stage we intended to understand the theory pragmatization process, through the conception, implementation and evaluation of a Natural and Physical Sciences Problem Based Teaching and Learning Curriculum, integrated on the Portuguese Curricular Orientations for the 3th cycle of Basic Education. Also this phase was divided into two sub-phases, being the first of exploratory nature. As data collection instruments we used teacher’s interviews, classroom diaries written by teachers and snapshots filled in by pupils. In the initial interviews, teachers expressed a negative view on research implications in their work, namely limited usefulness, in the sense that the results stemming from research were irrelevant, with scarce or none applicability at all. In the later interviews, the results confirmed: i) the positive feedback from pupils regarding the use of problem solving, and ii) that the dilemmas which teachers are confronted with may be reduced by collaborative work and also by cooperation between teachers and researcher. Through classroom diaries it was possible to monitor the development and management of the curriculum, as well as the dilemmas with which teachers were confronted during the implementation of the Natural and Physical Sciences Problem Based Teaching and Learning Curriculum.The answers to the snapshots seems to indicate that students considered as important the activities and the resources used. The students also considered their teachers’ attitude as positive, suggesting that pragmatization process theory had been seen as positive by them. The main conclusion of this study is that pragmatization process theory seems to be able to maximise the impact of Science Education research on teachers’ practices.
description: Doutoramento em Didáctica
URI: http://hdl.handle.net/10773/1471
appears in collectionsUA - Teses de doutoramento
DE - Teses de doutoramento

files in this item

file description sizeformat
2008001868.pdf10.05 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2