DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Dissertações e Teses da Universidade de Aveiro > UA - Dissertações de mestrado >
 Kinetic study of biomass hydrolysis under high pressure conditions
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/13848

title: Kinetic study of biomass hydrolysis under high pressure conditions
other titles: Estudo cinético da hidrólise de biomassa sob condições de alta pressão
authors: Relvas, Frederico Miguel Horta de Albuquerque Moura
advisors: Bogel-Łukasik, Rafał Marcin
Silva, Carlos Manuel
keywords: Engenharia química
Cinética química
Biomassa - Refinação
Lenhocelulose
Hidrólise
issue date: 30-Jul-2014
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: This study was focused on the kinetics of lignocellulosic biomass pre-treatment, in particular CO2-assisted autohydrolysis. The temperature was fixed at 180 ºC, varying pressure from 0 (CO2-free autohydrolysis), 20, 35 to 50 bar. For every pressure, a set of isothermal reactions was performed for various reaction times from 0 and 45 minutes. The pre-treatment resulted in a liquid, solid and gas phases, which were analyzed by HPLC. The liquid phase is essentially composed by sugars both in oligomer and monomer forms, mainly from xylan, also containing acetic acid and degradation products such as furfural and formic acid. In turn, there was an improvement of lignin and glucan’s fraction in the solid residue, being more pronounced for longer treatments. Regarding gas phase collected during depressurization, no traces of products from biomass hydrolysis were found. Basing on the literature and experimental results, 4 kinetic models were developed to predict the behavior of the biomass hydrolysis. Models for xylan, arabinoxylan, glucan and another for acetyl groups were presented. According to the results, the use of CO2 is beneficial for the selective fractionation of biomass, including hemicellulose and amorphous cellulose fractions. Beside, CO2 favors the production of xylooligosaccharides (XOS) achieving a maximum concentration of 14.76 g·L-1 at 50 bar assay vs 13.62 g·L-1 in case of autohydrolysis. Furthermore the conversion of oligomers to monomers is directly proportional to pressure and is enhanced by CO2 presence. With respect to the developed kinetic models, all showed good correlation with experimental data, with R2 as high as 0.9986. In the worst case, the R2 was 0.7865 what considering the so complex multistep analysis process can be acknowledge as a good result. Despite kinetic constants showed an increase of hydrolysis rate of xylan and arabinan in the presence of CO2, they decreases for higher pressures used. In turn, the model for acetyl groups also shows very consistent results with the lowest R2 of 0.9491. The removal of acetyl groups seems to be impaired by the carbon dioxide presence. With respect to glucan, the obtained data shows that reactions are close to zero order as they are independent on the products’ concentrations.

O presente trabalho focou-se no estudo cinético do pré-tratamento de biomassa lignocelulósica, em particular no processo de autohidrólise assistido com dióxido de carbono. O estudo foi feito fixando a temperatura em 180 ºC, variando a pressão entre 0 (ausência de CO2), 20, 35 e 50 bar. Para todas as gamas de pressão foram feitos ensaios isotérmicos entre 0 e 45 minutos. Os pré-tratamentos resultaram em 3 fases, líquida, sólida e gasosa, que foram analisadas por HPLC. A fase líquida é consituída essencialmente por açúcares (monómeros e oligómeros) provenientes maioritariamente do xilana, encontrando-se também ácido acético e produtos de degradação, tais como furfural e ácido fórmico. Por sua vez, as fracções de lignina e celulose na fase sólida aumentaram, sendo mais evidente para tratamentos mais longos. Em relação à fase gasosa, não foram encontrados quaisquer produtos de hidrólise da biomassa. Com base na literatura e nos resultados experimentais, foram desenvolvidos 4 modelos cinéticos para prever o comportamento da hidrólise da biomassa, correspondentes à fracção de xilana, arabinoxilana, celulose e grupos acetilo. De acordo com os resultados obtidos, concluiu-se que o uso de CO2 é útil para fraccionamento selectivo da biomassa, nomeadamente da fracção de hemicelulose e de celulose amorfa, apresentando também melhores resultados do que a autohidrólise na produção de xilooligossacarídeos (XOS), com um máximo de concentração de 14.76 g·L-1 para 50 bar vs. 13.62 g·L-1 na autohidrólise. Além disso, a conversão de oligomeros em monómeros é proporcional à pressão e favorecida pela presença de CO2. Quanto aos modelos cinéticos apresentam uma boa correlação com os dados experimentais, com um R2 mais alto de 0.9986. No pior caso, o R2 foi de 0.7865 que, tratando-se de uma reacção complexa, pode ser considerado um boa resultado. Apesar das constantes cinéticas mostrarem um aumento da hidrólise de xilana e arabinana na presença de CO2, estas decrescem em pressões mais elevadas. Por sua vez, os grupos acetilo também mostram resultados bastante consistentes, com o R2 mais baixo de 0.9491. A remoção de ácido acético parece ser prejudicada pela presença de CO2, enquanto os resultados da hidrólise de glucano sugerem uma cinética de ordem zero, uma vez que a concentração dos produtos aparenta ser independente da concentração dos diferentes produtos.
description: Mestrado em Engenharia Química
URI: http://hdl.handle.net/10773/13848
appears in collectionsDQ - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
tese.pdftese2.41 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2