DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Dissertações de mestrado >
 Imagens das línguas estrangeiras de alunos universitários portugueses
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/1374

title: Imagens das línguas estrangeiras de alunos universitários portugueses
authors: Pinto, Susana Maria Almeida
advisors: Araújo e Sá, M. H.
keywords: Didáctica das línguas
Ensino de línguas
Estereótipos (Psicologia social)
issue date: 2005
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O presente estudo é o resultado de um projecto em Didáctica de Línguas, cujo objectivo é a descrição das imagens das línguas estrangeiras em estudo dos alunos da turma do 3º ano do curso de Línguas e Relações Empresariais da Universidade de Aveiro, no ano lectivo de 2003/2004. O conceito de imagem é constituído na intersecção de quadros teóricos que mobilizam a Psicologia Social, as Ciências da Linguagem e a Didáctica de Línguas, sendo entendido neste estudo como um objecto de discurso, que se forma, transforma e transmite através da comunicação, criado por indivíduos e grupos e através do qual constroem conhecimento acerca da realidade, de acordo com as experiências de vida de cada um e o contexto (social, económico, político…) em que se inserem. No campo em que nos movemos, problematiza a relação entre o aluno e a língua/cultura estrangeiras e o aluno e a sua identidade. Os dados foram recolhidos segundo diferentes métodos e instrumentos. Inicialmente foi traçada a biografia linguística dos alunos, através de um inquérito por questionário. Num segundo momento, foi concebida, com os professores das diferentes disciplinas de línguas, uma actividade didáctica desencadeadora da expressão das imagens dos alunos relativamente às línguas estrangeiras, tendo-lhes sido pedido que respondessem à seguinte questão: “Imagine que teria de descrever a língua Alemã/Chinesa/Francesa/Inglesa a alguém que nunca com ela tenha contactado. O que lhe diria e porquê?”. Para o tratamento dos dados optámos por uma metodologia de tipo mista, simultaneamente qualitativa e quantitativa. As categorias de análise, construídas a partir do quadro teórico e do confronto com os dados recolhidos, foram as seguintes: línguas como objectos de ensino-aprendizagem, objectos afectivos, instrumentos de construção de relações interpessoais e intergrupais, objectos de poder e como instrumentos de construção e afirmação de identidades individuais e colectivas. Os resultados mostram que os alunos estabelecem relações de diferente natureza com cada LE: o Alemão enquanto língua-objecto de apropriação formal; o Chinês enquanto língua-surpresa e da descoberta do Outro; o Francês enquanto língua que desperta afectos e o Inglês enquanto língua utilitária e transaccional. Isto evidencia que os factores (motivacionais, sociais, económicos, culturais, escolares) que estão na base da construção destas imagens são também diversos. Como conclusão do estudo sugere-se que uma reflexão por parte dos aprendentes acerca das suas imagens das línguas estrangeiras, realizada no âmbito das aulas de línguas, pode fornecer informação importante para que professores e restantes intervenientes educativos possam encontrar métodos de trabalho, em contexto educativo, que coloquem as imagens e estereótipos em benefício de uma educação linguística que vise o desenvolvimento de comportamentos e atitudes positivas relativamente ao Outro, à sua língua e à sua cultura.

The present study is the result of a research project in Foreign Language Didactics. It aims at describing 3rd year students’ images of foreign languages in study taking a degree in Languages and Business Relationships at the University of Aveiro, during the academic year 2003-2004. The concept of image builds upon the intersection of Social Psychology, Science Areas within Language and Language Didactics theoretical frameworks and perceived, in the context of this study, as an object of discourse which is formed, transformed and transmitted through communication, created by individuals and groups, and through which knowledge about reality is individually constructed, from life experiences and contexts (social, economical, political…). In our field of study this concept problematizes both the relationship between the student and the foreign language/culture and between the student and his identity. Data were collected through different methods and instruments. Initially we described students’ language biographies by means of a questionnaire. In a second moment, we planned an activity with the language teachers in order to access students’ images about foreign languages, by asking them to answer the following question: “Imagine you had to describe the German/Chinese/French/English language to someone who had never bee in touch with it. What would you say and why?”. Qualitative and quantitative methodologies were simultaneously used for data treatment and analysis. The analysis categories, drawn from the confrontation between the theoretical framework and the data, were the following: languages as (i) learning-teaching objects, (ii) affective objects, (iii) construction instruments of interpersonal and inter-group relationships, (iv) empowerment objects and (v) instruments of personal assertion and construction of individual and group identities. Results show that students establish different relationships with each foreign language: German perceived as a learning object; Chinese as a surprise language and as an instrument for discovering the Other; French as a language that arouses affection; and English as an utilitarian and transactional language. These differences suggest that motivational, social, economical, cultural and academic factors that underline the construction of these images are also different. The conclusions suggest that leading students to reflect about their own images of foreign languages can be an important source of information: teachers and other educational actors can come up with methods that put images and stereotypes at the centre of language education aiming at the development of positive behaviours and attitudes towards the Other, his/her language and culture.
description: Mestrado em Didáctica de Línguas
URI: http://hdl.handle.net/10773/1374
appears in collectionsDE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2009000702.pdf856.89 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2