DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Teses de doutoramento >
 Papel da assessoria na auto-avaliação das escolas
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/1121

title: Papel da assessoria na auto-avaliação das escolas
authors: Reis, Maria Augusta das Dores
advisors: Ventura, Alexandre
keywords: Administração escolar
Avaliação da educação
Eficácia da escola
Melhoria do ensino
Auto-avaliação
issue date: 2010
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Esta tese apresenta uma investigação que procura problematizar o papel da assessoria na auto-avaliação das escolas. Reflecte-se sobre o contributo de assessores externos nas unidades de gestão para encontrar fórmulas que permitam a construção e sustentabilidade da sua auto-avaliação através da concepção, monitorização e avaliação de planos de acção. A investigação consubstanciou-se na análise dos relatórios das 100 unidades orgânicas que participaram na avaliação externa em 2006/2007 promovida pela Inspecção-Geral de Educação (IGE) especificamente no domínio da Capacidade de Auto-Regulação e Melhoria da Escola (CARME), no Questionário a 90 participantes em equipas de auto-avaliação e ainda em todo o trabalho de campo realizado numa escola secundária através de observação participante. Durante a investigação percebeu-se a adaptação de alguns modelos de auto-avaliação de carácter gerencialista à realidade das unidades orgânicas, identificam-se alguns obstáculos que se apresentam à aplicação dos referidos modelos, as dificuldades que as referidas unidades de gestão sentem quando autonomamente se querem auto-avaliar e identificam-se mecanismos utilizados para a concretização da auto-avaliação e sua manutenção ao longo do tempo. Por fim, constata-se que a assessoria externa é um pilar que pode contribuir para a introdução efectiva dos referidos mecanismos de auto-avaliação e sua sustentabilidade.

This work presents an investigation on the role of assessorship in schools’ self-evaluation. It is considered the contribution of external assessors to schools in order to find formulas that may allow the construction and sustainability of their self-evaluation, through the conception, monitoring and evaluation of action plans. This piece of research consisted of report analysis of the 100 organic units that participated in the 2006/2007 external evaluation promoted by Inspecção-Geral de Educação (IGE), especially concerning the Capacity of Self-Regulation and School Improvement; questionnaires to 90 participants in self-evaluation teams and field work at a secondary school through a participating observation. During the research we identified the adaptation of some managerial self-evaluation models to the organic units’ reality. Some obstacles to the use of those models are identified, i.e., the difficulties that schools feel when they want to evaluate themselves in an autonomous way. Some procedures used in the accomplishment of self-evaluation and its maintenance over time are also identified. Finally, it is concluded that external assessorship is a contributing pillar to the effective introduction of self-evaluation and its sustainability.
description: Doutoramento em Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10773/1121
appears in collectionsUA - Teses de doutoramento
DE - Teses de doutoramento

files in this item

file description sizeformat
2010001586.pdf4.44 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2