DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Recensão de livro/ artigo >
 Rocha, Filipe - Correntes Pedagógicas Contemporâneas
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/10556

title: Rocha, Filipe - Correntes Pedagógicas Contemporâneas
authors: Meireles-Coelho, Carlos
keywords: Correntes pedagógicas contemporâneas
História da educação
Filosofia da educação
Escola tradicional
Escola nova
issue date: Jun-1990
publisher: Aletheia - Associação Científica e Cultural
abstract: A pedido de vários professores e professores de futuros professores, perdidos uns e interiormente dilacerados outros, o Prof. Filipe Rocha tentou e conseguiu uma obra em que se vê uma perspectiva de conjunto e abertura para análises especializadas. Como obra de síntese, vai ao essencial sem interpretar nem sufocar. Como obra aberta à especialização, indica pistas e fornece uma bibliografia fundamental não só geral como temática e por autores. Na I Parte realça o confronto entre as grandes linhas da Escola Tradicional e da Escola Nova, caracterizando-as com rigor, objetividade e dinamismo. Na II Parte procura encontrar dez vectores que se reclamam e emanam da Escola Nova como se se tratasse de uma "pedra que, rolando pela encosta da montanha, provocasse o aparecimento de uma verdadeira avalanche de ideias, propostas, sugestões, iniciativas..." Na III Parte procura ver as grandes correntes pedagógicas numa dinâmica dialética em tese (Escola Tradicional) e antítese (Escola Nova) a pedirem uma síntese, para que dá uma preciosa contribuição na segurança equilibrada e equilibrante do rumo a seguir. Hoje coexistem nas nossas escolas diferentes correntes que não divergem tanto na importância e no conceito radical de criança ou nas metas e objetivos a atingir como nos métodos utilizados. Duas grandes preocupações estão explicitamente presentes nesta obra. Por um lado, o professor não pode ser um mero executante de técnicas e métodos de que se desconheçam razões e finalidades. Pelo outro, nenhum método pode ser julgado a priori, mas apenas depois de ter sido testado experimentalmente no âmbito da investigação pedagógica. E, subjacentemente, há um pressuposto: o fundamental é a educação, quer dizer, a construção do homem, ser humano, ser criança, ser adolescente, ser adulto, ser professor, ser em devir.
URI: http://hdl.handle.net/10773/10556
ISSN: 0870-5283
publisher version/DOI: http://www.rpf.pt/
source: Revista Portuguesa de Filosofia
appears in collectionsDE - Recensão de livro/ artigo

files in this item

file description sizeformat
1990 CPC.pdfCorrentes Pedagógicas Contemporâneas1.34 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2